Restaurando Vidas Descarriladas

Todos nós temos um chamado de Deus em nossa vida. Talvez o Senhor deu-lhe um sonho relacionado com a sua vocação e você começou a ficar entusiasmado. Você podia claramente ver a visão sendo cumprida, mas, em seguida apareceu um obstáculo,uma circunstância impossível e descarrilou você. Você perdeu o ímpeto, o entusiasmo e logo você estava fora da linha completamente.

É fácil ter nossos sonhos descarrilados. Podemos começar fortalecido mas as coisas mudam com duras realidades. Isso é quando Deus quer nos ensinar algo importante sobre os nossos sonhos.Jesus é o nosso exemplo quando nossas vidas perdem o rumo.

No início de Seu ministério, a reputação de Jesus através de curas e maravilhas atraiu enormes multidões. “Jesus subiu ao monte e sentou-se com seus discípulos.Levantando os olhos, em seguida, e vendo que uma grande multidão vinha ter com ele” (João 6: 3, 5,).

Para os estudiosos da Bíblia estava multidão estimada como sendo entre 10.000 e 15.000 pessoas. A visão da vasta multidão deve ter encorajado os discípulos. Eles acreditavam que estavam seguindo o homem certo e que grandes coisas iriam acontecer. Jesus deve ter se encantado ao ver a alegria deles, porque eles estavam com grandes expectativas a respeito Dele.

No entanto, com a multidão reunida, os discípulos enfrentaram um dilema impossível, Jesus disse a Filipe:” Onde compraremos pão, para que essas pessoas possam comer? “(6: 5).Jesus disse isso para experimentar; porque Ele sabia o que estava para fazer.

Isto soa familiar para você? Relembre primeiro grande serviço  que você teve,você estava animado porque parecia que era o primeiro passo no sucesso da sua carreira. Mas depois de alguns dias você viu que seu chefe não era que ele parecia ser,você teve que trabalhar com um colega que não gostava de voce.As demandas no seu turno eram muito maiores do que lhe foi dito, fazendo com que você perdesse um tempo precioso com a sua família. Você pensou, “Eu não tinha idéia que seria tão difícil.”

É assim que eu imagino Filipe sentindo naquele momento. Confuso, ele respondeu ‘a Jesus, “Duzentos denários de pão não seria suficiente para cada um deles receber um pedaço” (6:7). Era uma enorme quantidade de dinheiro,e mesmo que tivessem os meios e capacidade de fornecer alimentos,ainda não seria suficiente para alimentar a multidão.

Vendo a resposta de Filipe, uma frase vem em minha mente: “não seria suficiente.” Quantas vezes este pensamento surgi em nossas mentes quando nos deparamos com obstáculos? Quantas vezes nos perguntamos: “Eu não tenho certeza que eu tenho o que é preciso. Eu não tenho os recursos, e eu duvido que eu tenha  capacidade. Eu sou forte o suficiente em Cristo? Eu tenho o suficiente do Espírito Santo? Senhor, estou prestes a descarrilar? “

Como podemos ter certeza: Jesus tinha chamado Filipe para uma grande vitória naquele dia; Filipe simplesmente não podia vê-la. O mesmo acontece conosco, Deus nos chamou para almejarmos grandes coisas em nossa caminhada com Ele.Então o que acontece quando a nossa situação exige fé? Não acreditamos Nele para o milagre necessário? Ou será que estamos descarrilados por nossas limitações? O desafio de Jesus aqui tinha um propósito: “Ele disse isso para testar Filipe pois ele bem sabia o que ia fazer” (6: 6).

Deus nos pede para confiar em sua versão da realidade além do que podemos ver.

Mais de cem anos atrás, um francês veio com uma inovação maravilhosa chamada imagens em movimento. Ele aprendeu que através da organização de uma sequência de fotografias ao movê-las rapidamente na frente de uma luz brilhante ele teria a impressão de vida real  sendo vivida diante de seus olhos.Este inventor sabia que ele estava em algo especial. Assim, ele marcou uma estreia para o que seria uma das mais famosas apresentações públicas de um filme. As expectativas eram grandes e personalidades e convidados lotaram o auditório.O filme, “chegada de um trem em uma estação,” tinha apenas 50 segundo de tempo, mas teve um impacto poderoso,muito poderoso de fato. Ele mostrou um trem produzindo som explosivo vindo diretamente para a câmera, e alguns historiadores afirmam que, quando o povo viu isto, eles entraram em pânico. Na experiência, eles achavam que um trem real estava prestes a passar por cima deles!

No entanto, era tudo uma ilusão. As pessoas estavam convencidas de que suas vidas estavam em perigo quando na realidade o que ocorreu foi somente mera fumaça e movimentos.

Este é o truque, Satanás ataca sempre que nossa fé é desafiada. Nesses momentos, as nossas necessidades parecem compensar os nossos recursos. Parece que os nossos sonhos dados por Deus serão destruídos por um trem desgovernado. Isso é quando o diabo nos diz: “Acabou,isso é demais para você ” mas a” realidade “que Satanás apresenta é superficial. A verdade é que Jesus é maior do que qualquer dificuldade que enfrentamos. Ele segura a nossa realidade em suas mãos, e essa realidade é a vitória.

Quando tudo parece perdido diante de uma dificuldade, Jesus nos diz para não desistir, mas para “permanecermos firmes.”

No momento da crise Jesus disse aos discípulos: “Fazei o povo assentar-se” (João 6:10). Jesus tinha o que eu chamo de uma CONFIANÇA dada pelo Pai .

No capítulo anterior, Jesus fala de ter recebido autoridade de seu Pai … de ver o que o Pai faz e fazê-lo a si mesmo … de ouvir a voz do Pai e obedecer tudo o que Ele disse.Como Cristo via e conhecia essas coisas? Com certeza havia um elemento sobrenatural que Jesus conhecia.No entanto ele também conhecia o Pai através da oração. Mais e mais nos evangelhos lemos que Cristo se isolou na oração, que ele passou noites inteiras em comunhão com o Pai, passou dias nos montes em comunhão com Ele.

Então ao enfrentar a multidão faminta, “Ele sabia o que deveria fazer” (6: 6). A confiança dependente de Cristo foi baseada em seu senso de realidade de Deus por detrás de cada situação.E assim ele instruiu os discípulos, “Mandem o povo sentar-se, porque o Pai está prestes a atender a essa necessidade. É hora de confiar nele para fornecer tudo o que esta situação exige. “

Amados, Deus é suficiente em todas as circunstâncias que podemos enfrentar. O problema é que não sabemos o que Ele vai fazer, este era o dilema que os discípulos enfrentavam. Jesus usou a experiência para ensiná-los, “temos que  ter confiança e depender do Pai.”

Esta situação onde você se encontra agora esta dependente de Deus?

Se você se encontra em uma destas: “eu feri minha esposa muito profundamente e para nós sermos restaurados nem mesmo aconselhamento matrimonial poderá nos ajudar. “Ou:” Mesmo se meu filho for para o Desafio Jovem, ele vai sempre voltar para seu vício. “Ou,” Eu nunca vou ser capaz de chegar onde Deus tem me chamado. Eu não sou educado o suficiente. Eu não tenho os recursos. Minha vida é um fracasso……” etc..etc..

Não se fixe nas necessidades. Sob pressão, a maioria de nós vivemos nossa necessidade repetidamente: “Se ao menos eu tivesse uma coisa … Se eu pudesse trabalhar nisso (uma fraqueza) …”Mas Jesus nos diz para não nos fixarmos em nossa necessidade, mas em nosso provedor. “Não se preocupe com a sua vida, o que você vai comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que a roupa? Olhai para as aves do céu; eles não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas? Pode qualquer um de vós, por preocupar-se acrescentar uma hora a sua vida “(Mateus 6: 25-27,)

No Antigo Testamento quando as coisas pareciam impossíveis para o rei Asa, ele firmou no seu provedor e não no seu problema. Quando o reino foi cercado por um inimigo em massa sem esperanças à vista Asa orou na sua essência: “Senhor, eu não sei o que fazer, mas os meus olhos estão fixos em você.”

Jesus nos damos graças no meio da nossa situação. Voltando para as massas famintas, com apenas um punhado de peixes e pães, Jesus deu graças : “Jesus, então, tomou os pães e, havendo dado graças, distribuiu-os” (João 6:11); Jesus agradeceu ao Pai antes que a necessidade fosse atendida e um milagre aconteceu: “Quando eles tinham comido até se fartar, ele disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca.” Assim Recolheram e encheram doze cestos com pedaços dos cinco pães de cevada deixados por aqueles que haviam comido.Quando as pessoas viram o sinal que ele tinha feito, eles disseram: Este é verdadeiramente o profeta que devia vir ao mundo! “(6: 12-14).

Sua situação não depende de seus recursos. Depende de Deus. “Ele vai suprir cada uma das suas necessidades de acordo com sua riqueza na glória” (Filipenses 4:19).Talvez você esteja clamando com  seu coração sobre sua necessidade. Agora não é hora de rever seus fracassos; em vez disso, é hora de lembrar-se da bondade de Deus. É hora de parar de se preocupar com a sua vasta necessidade e render- LHE graças.

Deus abençoe sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado